A pandemia impulsionou muito o e-commerce nesse período, as pessoas precisaram buscar outras alternativas para suas compras habituais nas lojas físicas. De acordo com a ABComm (Associação Brasileira de Comércio Eletrônico), mais de 135 mil lojas online foram criadas desde o início da quarentena.

Antes, a média era de 10 mil lojas por mês. E segundo a ABComm, os ramos de moda, serviços e alimentos são os mais procurados. Por outro lado, a associação registrou um maior número de reclamações por conta dos prazos de entrega das lojas virtuais, relativos a demora ou atrasos.

Dessa forma podemos perceber o quanto é importante estar preparado para esses momentos, o fluxo de vendas aumentou de forma rápida e as lojas não estavam dando conta desse grande movimento.

Mesmo com a reabertura gradual dos comércios, o e-commerce já ganhou muitos novos clientes que irão permanecer cultivando o novo hábito de comprar online, por isso é importante continuar a se destacar nos marketplaces e manter sempre sua loja virtual abastecida e com um bom atendimento.

Se você ainda não ingressou no e-commerce, entre em contato conosco, podemos te ajudar!

Siga a Epicom no Instagram!

Veja mais:

Jornada de compras Omnichannel

Stone compra Linx por R$6 bilhões