O e-commerce teve um grande avanço na pandemia, e de acordo com um estudo feito pela Mastercard, no relatório Global Outlook 2021, 30% das migrações pro comércio digital devem ser permanentes.

Outro dado importante que o estudo trouxe foi em relação aos gastos com comércio eletrônico, que cresceram de 10 a 16%, em comparação a períodos anteriores a pandemia.

Com esse novo cenário de crescimento no consumo online, surge outra possível mudança, a menor circulação de papel moeda, uma baixa nas transações em dinheiro.

Conforme apurado pela Mastercard, 46% dos brasileiros passaram a comprar mais pela internet em fase de quarentena, e 7% compraram online a primeira vez.

Dentre os entrevistados na pesquisa, 36% confirmou a preferencia pelas compras online ao invés das lojas físicas, e 27% pretende escolher o delivery para pedir refeições.

Informações: Ecommerce Brasil

LEIA MAIS:

Ameaças de golpes virtuais crescem em 2020

Cupons de desconto estiveram em alta em 2020 no e-commerce